segunda-feira, 27 de abril de 2015

Saia da Net e vá ler um livro: Cidades de Papel, John Green



Oi gente! Segunda feira! Uhul kkkk Anima ae: passa um corretivo nessa olheira, pega um cafe e senta que tem resenha.

Não podia deixar o mês acabar sem essa resenha. Enfim conclui o ultimo livro do kit do JG que comprei. E se deixar eu leio todos de novo. Antes que me esqueça:O resultado do sorteio saiu. Não foi um sorteio como eu esperava, mas os participantes me deixaram bem feliz. A Ganhadora foi a Gabriela, e já ta lá no face a foto e tudo, ela já recebeu e amo. Espero que goste flor! *-*

Pois bem, chega de lenga-la-lenga (ladusha, laduê.. quem conhece?? kkkk) e vamos a resenha..




Quentin desde sua infância tem uma paixão totalmente platônica por sua vizinha Margo Roth Spiegelman (se você ler ou leu o livro entende o porque do nome completo), E diz que ser vizinho dela é o milagre da sua vida! 

Porém quando crescem, sua vizinha vira A POPULAR e ele O NERD. Triste né? Ela nem sequer nota a presença dele, e ele morre de amores pelos cantos, sonhando com o momento que o jogo vai virar.



Até que uma bela noite, assim do nada, Margo invade seu quarto e pede seu carro emprestado (que é compartilhado com a mãe #merodetalhe), pois precisa fazer algumas coisas que estavam sem ponto final digamos assim. E como besta amigo que é, Quentin aceita, achando que aquilo faria com que sua relação mudasse. 

E é ai que tudo muda. Após essa noite de muita aventura e acerto de contas, Margo some. Sim, some. Assim do nada. E Quentin acredita que esse é um sinal de que ele deve ir procura-la, para que o 'felizes para sempre' aconteça.





E nesse meio todo, seus amigos de sempre, Ben e Radar, que também são os renegados da escolas, aqueles que os maiorais sempre zoam, acabam entrando na onda de Quentin e vão em busca da foragida Margo. E essa busca compromete inclusive a cerimônia de formatura deles.




A estrutura do livro: ele é dividido em três partes: Os fios, A relva e O navio. E depois que você conclui cada capitulo entende o porque dos nomes. 
A capa da edição que tenho mostra um mapa com aqueles alfinetes de marcação, muito usado em buscas, que também tem todo o significado na historia.

O que eu achei: Adorei a história. De verdade. Dificil eu não gostar de um livro do John Green. Sabe aquele tipo de historia que te prende, e que chega uma hora parece que 'ahh ta manjada' e do nada RÁÁÁÁÁ o final feliz não é como todo mundo acha que é. Se eu falar mais, spoilers surgirão então fico por aqui na minha opinião.

Frases que amei:


'Quanto mais eu trabalho, mais percebo que os seres humanos carecem de bons espelhos. É muito dificil para qualquer um mostrar a nós como somos de fato, e é muito dificil para nós mostrarmos aos outros o que sentimos.'

'Alguém que - porque ninguém a enxergava como uma pessoa - não tenha ninguém com quem conversar de verdade.'

Filme: SIM!!!!! Já tem estréia prevista!! êêêêêê! Com um elenco que eu até gostei e espero que siga bem a história, mesmo sabendo que boa parte fica de fora. Quem não viu ou quer ver de novo, fica o trailer aqui:




E ai?? Curtiram?? Já leram esse ou algum outro do John Green? Conta aqui no comentario.. ficarei feliz em trocarmos informações.

Beijosss

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentario ♥ Logo será respondido :*