quarta-feira, 3 de maio de 2017

Ou deixa eu te encontrar...

Encontrar a metade da laranja, a tampa da panela, o par do seu sapato...

Seja lá qual for a expressão, o que importa é que todos tem a sua metade. Todos! Se você já viveu um amor e hoje esta sozinho, pode ser que você não tenha achado 'a metade certa'. Ou ainda não era para ser. Mas não menospreze esse amor vivido.

Encontre sua metade e faça tudo valer a pena. O cinema de domingo, o almoço em familia, o filme no feriado frio debaixo das cobertas, a ida as compras.

Faça com que a pessoa tenha vontade de estar com você. Se perca por inteiro quando estiver com a sua metade. Se perca do celular e das tecnologias para estar presente e 'on line' com a pessoa. É ela quem importa no momento, ainda mais hoje em dia. Que é tudo corrido, que tudo passa voando.

Não deixe que os outros te digam o que fazer, como fazer, como agir no relacionamento. Só vocês sabem o que se passa a dois, o que os dois sentem. Os planos de vocês ninguém deve impedir. E se impedem, é porque talvez, não gostem de te-los juntos, e ai fica a duvida...até onde ter uma pessoa assim na vida de vocês?

Seja a melhor metade para a sua metade. Melhor: seja a metade mais inteira da sua metade. Complete a vida, preencha lagunas, ligue os pontos.

Se percam em conversas, em beijos, em carinhos. Se percam em boas lembranças, momentos inesqueciveis! Sejam aquela metade que a pessoa sempre procurou!

Encontre sua metade e se perca INTEIRAMENTE por inteiro!

(Beco do Batman - Maio/2016)

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Sobre conhecer Harry Potter depois dos 20 e poucos (ou muitos)


Não, você não leu o titulo errado.

Há 6 meses atrás, decidi, abrir mão de preconceito bobo, de frescura, e conhecer mais dessa historia que eu sabia exatamente 0. Sim! Eu nunca tinha lido nada, nem visto os filmes, nem nada de nada.

Monstro? Alienígena? Não sei. Podem até me dizer: mas onde você estava quando tinha 10, 11 anos e o primeiro livro foi lançado? Certamente, fazendo qualquer outra coisa, que não fosse ler, ver filmes. Eu não tinha esse gosto ainda, de devorar livros, seguir sagas... era uma criança...

Uma criança que cresceu desde o 6 anos participando devotamente de coisas de Igreja. Igreja Catolica Apostolica Romana. E o que eu mais ouvia quando os livros/filmes foram lançados: 'Não deixem suas crianças lerem Harry Potter! É de bruxaria, é do demonio (?), não é de Deus!'

E assim eu cresci, e nunca me questionei. E até já fiz chacota com quem era fã. E não entendia porque gostar tanto assim de um bruxo. Ai que horror.

Mas falando num modo geral, pois a historia acho que 99% das pessoas conhecem (hoje já não sou mais esse 1%): é uma historia muito muito boa! E mega valiosa sim!

É um filme de um bruxo? É! Mas poderia ser um livro de uma criança camponesa, que tem os pais mortos por um homem ruim, e que tem que viver assim... Certo?

Digo isso com o seguinte pensamento: Por muitas vezes ao longo dos 7 livros (eu ainda não vi todos os filmes), eu até esquecia que eles tem magia, que soltam feitiços e coisas e tal, de tão penetrante e empolgante que é a historia.

J. K. consegue te amarrar capitulo a capitulo, livro a livro, e você não consegue mais parar de ler até chegar o fim, a ultima pagina, o fechar do 'As Reliquias da Morte'. E para mim tudo foi uma descoberta mesmo. Comecei a ler em Outubro do ano passado e não pesquisei NADA sobre. Pois eu nao queria spoiler.

Toda vez que via algo que poderia citar alguma coisa, eu fugia! kkkk E talvez, quase certeza, que isso tenha feito eu gostar tanto da historia. Irritei o Felipe, tentando arrancar explicações antecipadas, e ele nao liberava nadinha (Obrigada amor!). E conforme lia os livros fui vendo os filmes. O Fê até se sacrificou e nao foi ver 'Animais Fantasticos' para me esperar terminar tudo.

E ele quem me apoiou a ler. Ele também tinha preconceitos bobos, e foi deixando isso de lado. Viu os filmes, se surpreendeu, e comprou um Box com todos os livros. Leu, e desde entao, nao parou de me falar deles, só aumentando a minha curiosidade.

Mas voltando, não é um livro de bruxaria, feitiçaria e tantos mimimis, ao meu ver. É um livro com uma trama que poderia acontecer em qualquer universo que temos hoje, é um livro que mostra varias formas de amor: amor de pai e mãe que morrem pelo seu filho, amor de padrinho, amor de amigos. Mostra que amizades nascem e se fortalecem quando você menos esperar. Nos mostra que o amor, acontece da forma mais simples, e que não precisa ser mostrado toda a hora para ser bonito. 

Me mostrou que adultos e jovens podem conseguir muitas coisas juntos, desde que se respeitem. E não é porque é jovem demais, ou velho demais, que se sabe de menos, ou de mais. Que quando se lutam por 'um bem maior', e quando você acredita, você terá mais pessoas do que pensa ao seu lado.

Os personagens são cativantes, você ama, odeia.. Aprende a amar, aprende a odiar. Começa amando e termina odiando. Começa odiando e termina amando. Hoje, encho a boca para falar da história. E tento quebrar o preconceito que muitos ainda tem com isso, e que eu tive no passado. Gostaria de saber qual seria a minha reação se tivesse 'crescido' com a historia, como muitos cresceram.

Harry cresce e amadurece ao longo dos livros. Os três primeiros são tranquilos, o quarto é o divisor, e do quinto para frente, é porrada atrás de porrada!! Não que tenha brigas (não estou dizendo que não tem), mas digo porrada com relação a historia, de você ser surpreendido a todo momento. Eu por vezes precisei voltar e ler pelo menos uma pagina antes para realmente aceitar, acreditar que aquilo aconteceu.

Então, fica a minha dica: Leiam Harry Potter. Assistam se não gostam de ler. Não importa a sua idade, crença... Leia com a mente e coração aberto. Vale a pena, a historia tem muito a ensinar sim e por mim, pode ser lida, relida e contada sempre!

Bom inicio de mês!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Certos passos, você tem de dar sozinho...

E tendo essa frase como base, comecei a pensar e muitas coisas me vieram em mente. Na verdade muitas ja estavam aqui, martelando martelando, e acabaram aflorando.

Na vida nem sempre teremos alguém para seguir ao nosso lado ali, pra tudo, 25 horas por dia, 32 dias ao mês.

Por vezes teremos que saber como sair da situação e como sair delas SOZINHO! Não to enaltecendo a solidão nem nada. Mas é que realmente é preciso.

Pode parecer piegas mas é. Quando amadurecemos percebemos que temos que nos 'desconectar' um pouco do cordão umbilical dos nossos pais, por mais que doa, por mais que seja dificil.

É possivel que hoje existam pessoas que nem sequer sabem marcar uma consulta, ou o nome do médico, do convenio, porque sempre teve alguém para fazer por ela. Mas a vida cobra, e mais cedo o mais tarde, a libelula tem que abandonar o casulo e virar borboleta.

Certas coisas na vida, apenas uma pessoa poderá por você: VOCÊ MESMO! A sua felicidade pode sim sem compartilhada com um parceiro, pais, irmãos, amigos. Mas em certos pontos e quesitos, o seu EU deve ser sua companhia.

Também não enalteço a EGOCENTRICIDADE. Pois é pelo Ego que muita gente se perde na vida. Você tem que saber seguir por você mesmo, para o seu bem. E muitas vezes, saber 'andar sozinho' servirá de exemplos para outros, que também precisam dar os primeiros passos além do limite que estão.

'Certos passos você deve dar sozinho' , certas lutas você só poderá lutar se tiver você com você mesmo. 

E pode acreditar, temos uma força dentro de nós, uma garra, uma energia, que  quando precisa aparecer, É INACREDITAVEL de tão boa!

Fé em você mesmo daqui em diante...


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Faça Você Mesma: Marcador de Livros com Caixa de Funko's


Sim! A doida dos marcadores de livros está de volta. Se tem uma coisa que virou mexeu eu gosto de inventar uma modinha são marcadores. As possibilidades são infinitas!

Vi essa ideia a um tempo atras no Entrelinhas Fantasticas, e fiquei com aquilo na cabeça. Só que a caixa que veio a Elsa tinha ido para o lixo e os dos funkos do Felipe também. Então teria de esperar uma nova aquisição de funko para por isso em pratica.

Mas vamos lá, sem mais demoras..

Material Utilizado:


  • Caixa de Funko Pop
  • Regua
  • Tesoura
  • Canetas (para marcação)
  • Cola quente, cola bastão e cola de tecido (ou uma cola que você esteja acostumado a usar)
  • Papel colorido para apoio (Pode ser cartão, resto de cartolina, embalagem de presente...)
Passo-a-passo:



  • Recorte todas as imagens existentes na caixa e que você queira usar para o marcador. 
  • Deixe sempre uma bordinha branca para que fique esteticamente mais bonito e mais fácil de colar.


(Infelizmente eu esqueci de tirar foto dessa parte mas dá para entender bem)

  • Possicione as imagens do modo que deseja (como nas imagens acima por exemplo) e cole-as em um pedaço de papel cartão colorido (use a cola que melhor aderir os materiais).
  • Para que fique melhor e mais 'duravel', encape os desenhos com papel contact, frente e verso. E depois disso recorte seguindo o mesmo desenho.
  • Para alguns da Katnis, eu usei fitas natalinas que estavam por aqui, colocando uma imagem em cada ponta.

Eles ficaram assim. Simples porém feitos com muito amor. Como disse, o que vale é a criatividade na hora de fazer e de inventar.

Uma idéia que eu dou (que só tive depois de passar o contact) é ou escrever a mão ou imprimir alguma frase que o seu personagem tenha dito e cola na parte de tras. Fica super legal e você nunca esquecerá aquela citação que tanto gosta.




Fica a dica para aproveitar suas caixinhas de Funko's que muitas vezes vão ao lixo, com dor no coração. Reaproveitar é TUDO!!

Boa semana

segunda-feira, 3 de abril de 2017

CCXP 2016 - Stand do Omelete!

E como prometido, mesmo que demorado, venho falar ainda sobre a CCXP 2016. Já que em breve teremos a CCXP Tour, que será em Recife, e com dor no coração, (e no bolso), não poderei ir. Mas Dezembro logo chega e lá estarei eu (com meu fiel companheiro de aventuras Felipe ;) )



Algo que sempre me chamou a atenção desde a CCXP 2014, foi o stand do Omelete. Eles são digamos assim, os 'idealizadores' da feira, então merecem nosso respeito sempre. E eles vem mudando o estilo do stand a cada ano, e nos surpreende sempre e sempre.

O stand desse ano nos remetia a algo medieval. Era em forma de castelo, com as caixa do Omelete Box fazendo uma torre enorme, e uma baita cabeça de Dragão que de tempos em tempos soltava fumaça. Estava demais!!!












Varias flamulas penduradas todas estilizadas, e a sala de onde eles faziam a live durante o dia todo era bem visível e ficou bem pertinho do publico. Os artistas que lá entravam para prestigiar ou como convidados, tinha direito a sentar no trono (que rendeu fotos épicas), e ao mezanino, que você tinha uma visão incrível da feira. Infelizmente, esses dois pontos, eu não presenciei de pertinho pertinho.




Falando das Lives era super legal porque você podia ver aquele artista de pertinho, escutar ele dando a entrevista e muitas vezes interagindo com a galera que tava lá colada no vidro. E dava para saber quando tinha alguém lá, porque tudo ficava lotado e abarrotado de gente. Ai depois dava uma normalizada. O que eu vi mais de perto esse ano foi o Mauricio de Souza e a Monica, filha dele. Mas nenhuma foto ficou tão boa assim.

O que sempre me agradou com o pessoal do Omelete foi que eles fazem um momento com os fãs, desde a primeira edição. Só que você tem que gostar muito dos caras, e doar boas horas na fila. E eu e o Fê todos os anos estamos lá, firmes e fortes!!!! E eles sempre dão uma sacolinha, com brindes legais deles mesmo. Tenho um xodó com minhas sacolas, minha caneca, minhas canetas e meus adesivos. Esse ano eles davam um caderninho, tipo Moleskine, mas na minha infelizmente não veio, mas nem ligo, gostei do mesmo jeito!

 (É nessas horas que percebo como sou pequena! kkk)

(E o Forlani apareceu na foto do Fê!)

(Nivia e Jaque) 


(Rogério com o pessoal!)

Só que como disse é questão de força de vontade. Esse ano eles fizeram apenas uma 'sessão', e entendo eles. É muita correria, com painel, live, entrevista. E eles alimentam o site o tempo inteirinho durante os quatro dias de feira. Senão me engano, a sessão seria as 15:30 hs. Eu e o Fê chegamos lá as 13:15 hs e lá ficamos. Era somente para 25 pessoas então tínhamos que correr. Lembro que o funcionário olhou pra mim e falou: mas vocês já vão ficar??? E eu disse: Moço, é pelo pessoal do Omelete!!!! E ele riu. 

(Mariana ou Sarah Conor como é conhecida!!) 


(Patricia.. fofa demais, um amor de pessoa!!)


(Julia 'Belbel', depois que eu descobri como fala direito!)

(O pessoal da fila, que faz com que a espera passe rapidinho!)

O que a fila do Omelete me trouxe além de ter o momento com eles? Uma amizade que se formou na feira de 2015, que já até comentei aqui. Algumas pessoas estavam lá, e começamos a conversar, e trocar ideia de livros, filmes, séries, teorias. E parecia que éramos amigos a anos. E dai que montamos um grupo no Whats, e fomos mantendo contato o ano todo, e nos reunimos de novo em 2016 (Infelizmente não todos). E o engraçado e que durante a feira mesmo a gente nem se esbarra! kk

O Omelete merece muito mais que PARABÉNS por tudo que eles fazem para nós!!! O Stand estava incrivel, de encher os olhos e fazer o coração palpitar!

(Bruno, namorado da Aline, que é uma simpatia pura!) 

 (E quando o casal cansa senta no chão mesmo kkk EU AMO ESSA FOTO!)


 (Thiago Romariz, dispensa elogios de tão fofo que é com a gente!)

 (Bruno, ele saiu e ficou conversando muito com todo mundo que passava lá!)

 (Arthur, um figuraça!!)

 (Lucas Zacarias, ele fez junto com o Thobias Daneluz a HQ Zoom, que em breve terá resenha aqui!)

(A Aline, que teve um post todo dedicadinho para ela aqui)

Agora um adendo especial aos funcionários do grupo Omelete. VOCÊS SÃO ÉPICOS!!!!! Deram uma super atenção para gente. Sempre pararam para fotos, trocar uma ideia, nem que seja por 5 minutinhos. E é engraçado porque, alguns funcionários não são da 'midia' exatamente. São editores, fotógrafos, produtores.. mas que a gente acaba conhecendo por seguir nas redes sociais e tendo um carinho também. Acho que faltaram um ou dois para foto (O Érico é totalmente impossível de ver).

Falando nisso, vou deixar aqui um frustração: Na fila pra foto um menino falou: Ah o Érico é estrelinha, não se mistura nunca! 

Na hora o sangue subiu e deu uma vontade de falar: AMIGO! OLHA AQUI: O cara tem que correr para lá e para cá. Ele é um dos 'donos da po*** toda' e se alguma coisinha por desavença do destino de quem será a culpa?! Hein!!! Pense antes de falar amigo, não plante a discordia nos outros. Ou você acha mesmo que ele não gostaria de poder sair um pouco e ficar com os fãs?! #prontofalei

Voltando: obrigada a todos os funcionários. Quer foram super atenciosos em informar os horários, em chamar o pessoal pra foto quando pedíamos, em TUDO. Pela simpatia, pelo carisma. E por mostrar no olhar de vocês que vocês estavam ali por amor, e com vontade de fazer acontecer! OBRIGADA!

Um mega obrigada ao Victor Romariz (da Romarização!), Mari Uchoa (Que não é funcionária do Omelete, mas é 'quase' esposa do Thiago!), e a Talita Signorini (Thais, Tamires, Talita kkk Desculpa não conseguiamos lembrar na hora! Mas agora não esquecemos!). Vocês tiveram uma atenção toda especial com a gente, ajudando, conversando. Victor você foi mais que épico pelo que fez por mim e pelo Fê para falarmos com a Aline, e você é importante sim menino! Lembra que falamos isso hein.


 (Talita, Um amor de pessoa!)

    (Mari, ahh que vontade de sentar horas e ficar conversando com você!!)

(Victor, você foi mais que Épico, tenha certeza!)

Mari já te seguia antes e quando te vi lá fui cara de pau sim e pedi uma foto. Você é demais, uma fofa e super paciente com fãs megalomaníacos kkkkk Obrigada por tudo mesmo, de coração.

Meus olhos transbordam de lembrar de tudo, de ver nas fotos que o sorriso de vocês e os nossos eram espontâneos e agora eternizados na mente e no coração.

Para todo o pessoal do OMELETE: Que os Deuses, as forças, as vibrações, os universos deem força para todos vocês seguirem sempre, sempre, sempre firmes. Nós, fãs, nerds e admiradores do Omelete agradecemos de coração. Vale a pena ir na CCXP e sair feliz após momentos assim com vocês!

(Casal nerd e feliz! kkk)

E nos vemos em Dezembro hein, tá chegando!

quarta-feira, 15 de março de 2017

Roteiro Paranaense: Parte 2



E bora lá, para a segunda parte da minha viagem. Como foram oito dias de viagem, vou fazer vários post sobre, para não ficarem tão longos, porque tem muita foto!!

Já em Foz do Iguaçu o dia seria bem corrido, e puxado. Mas estavamos ali para isso, e queriamos aproveitar ao máximo.

3º Dia - Paraguai - Cataratas do Iguaçu (Lado Brasileiro) - Foz do Iguaçu

Logo cedinho, (saiamos sempre as 7:30 hs. Era cedo se formos pensar por Ferias? Era! Mas se não fossemos cedo, não aproveitaríamos tudo, tudo!), todos no ônibus, devidamente com o RG em mãos, porque iriamos ao Paraguai. E como sairíamos do Brasil, o RG é totalmente indispensável nessas ocasiões.




Pois bem, não deu acho que meia hora até a Receita Federal Brasileira, e passamos, chegando ao Paraguai. Gente! Que lugar muvucado. Não estou sendo a fresca, nem nada. Mas para mim, não atendeu as expectativas. Talvez eu tenha ido com muita sede ao pote. Não achei as coisas tão baratas assim como dizem, achei perigosíssimo sabe. O pessoal vem em cima de você, literalmente, oferecendo muamba e tal. Sei lá, foi válido para conhecer, mas não sei se voltaria lá não.




Levei bastante dinheiro até, mas voltei com ele praticamente. Coisas que comprei e compensaram: Creme Victoria Secrets que saiu por U$ 4,25, meu creme de hidratação Aussie, que saiu por U$ 7,15 e minha mala de rodinhas que saiu por U$ 30,00. Porque a mala? Um levei mala de mão, e tava super punk para carregar, pois ajudava a minha tia com a dela, já que ela tem problema na coluna. E quando vi essa mala, não pensei duas vezes e levei. Ela é bem grandona, espaçosa.. É aquelas de tamanho intermediário e atendeu super minhas necessidades. Então isso eu indico para quem for para lá. A mesma mala aqui no Brasil eu vi por $ 300, e se for calcular o cambio do dia, paguei $100.





Como eu disse, valeu a experiencia para conhecer.

Saindo de lá, paramos para almoçar em Foz do Iguaçu mesmo. Uma coisa que indico: quando se vai com guias e tal, eles meio que 'indicam' lugares certos para comer, pois certamente ganham alguma comissão por isso. Estão errados? Claro que não! Mas você não é obrigado a comer nos lugares que eles falam. E foi isso que aconteceu. 

Eles indicaram uma churrascaria que era $45 por pessoa, com rodizio e tal. Mas só teríamos 1 hora para comer e eu e minha tia não comemos muito, então fomos andando ali pelas ruas próximas e tal, e achamos um restaurante caseiro, comida a vontade, por $20. E estava uma delicia. Então, sinta-se a vontade para recusar os lugares propostos.

Após sairmos de lá, fomos em direção as cataratas brasileiras. Meu coração batia acelerado, ansioso. Lá sempre foi um lugar que achei lindo lindo. E conheceria ali, de pertinho. O ingresso para entrada foi $37,65 já que moro em São Paulo. Os valores mudam de acordo com o lugar que você mora. O porque? Não entendi também kkk.





Gente, que sensação linda!!! Que lugar estonteante. Palavras não descrevem o lugar, não mesmo. É lindo, lindo, lindo. Eu chorei, (o que não é novidade), mas de felicidade, de ver essa maravilha de Deus, que é nossa, brasileirissima, e que está ali, para quem quiser ver!!

Existe o passeio do Macuco, que é uma trilha de 3 km, e depois você vai de bote e chega bem pertinho de uma das quedas. Eu não fiz, (por medo e também pelo valor, é cerca de $300 a mais), mas o pessoal que fez voltou super empolgado, contando e feliz.






Você literalmente toma um banho na ponte que fica bem no meio. Vendem capas de chuva e tal, mas acho que perde um pouco a graça de estar ali. Você se renova, muda sabe. Bem gostoso! Nesse momento agradeci por não ter levado a câmera, pois talvez não entraria com ela ali (certamente que não), então comprei uma capinha pro meu celular, e as fotos até que ficaram boas sim. Amei amei amei!!






Nas Cataratas eu voltaria tranquilamente, umas 10 vezes. É um lugar magico, encantador, e eu ainda estou apaixonada por lá!

Não queria sair dali. É magico. Certamente é um dos lugares que quero voltar. 

(Com a estatua de Santos Dumont )

(E com 26 anos, subi numa pedra pela primeira vez!) 

A noite, fomos a um restaurante tipico de lá: Rafain (site deles aqui). Que lugar incrível. O cardápio contava com as mais diversas culinárias: japonesa, italiana, árabe, brasileira, além de Churrasco, e uma FARTA mesa de sobremesas (sorvetes, tortas, mousses, bolos), e tudo incluso. 

E durante o jantar acontece um show. Nesse show, nos é mostrado danças tradicionais de oito países (Argentina, Uruguai, Paraguai, México, Bolívia, Peru, Chile e Brasil). Que show minha gente. As fotos infelizmente não ficaram tão boas, então indico que entrem no site deles e assistam o vídeo para terem uma noção do que é!




Você fica encantando, é lindo lindo lindo! Um casal que estava com a gente brincou: caramba, eu mal ando e esse povo ai dança de tudo, tango, salsa, samba. E é assim mesmo. Logico que quando começa a parte brasileira, o coração até salta da boca, e te faz esquecer das coisinhas chatas e desagradáveis que temos aqui em nosso pais. Dá orgulho de ser brasileiro.





Nesse dia eu dormi igual um bebe de tão cansada. Mas valeu cada segundo. Valeu mesmo. E cada centavo gasto ali, foi muito bem gasto, obrigada!!

Esperem os próximos post's!