terça-feira, 17 de maio de 2022

Atrasado, mas ta valendo...

 


Oi, oi gente. E eu queria ter vindo no dia mesmo, fazer uma homenagem a elas, mas estava curtindo a minha, cuidando, mimando. Aproveitando cada segundo com ela.

E dias das mães, dos pais, dos avós é aquele clichê mais real né.. é todo dia é ponto.

Falar sobre mãe transborda. Ficaria horas e não teriam caracteres suficientes para postar aqui. Mas hoje quero falar sobre o quanto admiro as que dizem sim para a maternidade.

Mas antes, um adendo... Não, vocês não são melhores que as mulheres que optaram por não ter filhos, ou não podem. Vocês apenas trilham um caminho que no coração de vocês é o certo. Não julguem a outra pela opção ou considero dela....

Imagino que não seja fácil... a privação do sono, da liberdade, é até da ida ao banheiro. Se tem 1, quando vira o próximo, se tem 2, começam a palpitar se é viável ou não mais um.

Imagino o quanto o ouvido de vocês esquentem. De palpites não solicitados, de julgamentos sem fundamentos, de olhares que poderia acolher ao invés de menosprezar.

O sim de vocês é dito todo dia. Desde o momento em que o teste deu positivo. Seja de farmácia ou laboratório. Ouviu uma vez, ser pai é opção, ser mãe é vocação. Porém isso me magoa, ao ver o quanto ainda, toda a carga é depositada as mães.

Só desejo que vocês tenham força, fisica e mental, para criar seus filhos da melhor forma que acharem que convém. Que tenham paciência para os pitacos não solicitados, e que tenham uma rede de apoio para o momento em que precisar. Porque precisar de ajuda não é sinal de fraqueza. É sinal de humanidade.

Parabéns mega atrasado pelo dia de vocês. E a vocês filhos, valorizem, cuidem e zelem pelas suas mães, avós, tias... cada momento conta. Cada segundo é precioso.


sexta-feira, 6 de maio de 2022

Filmes Anne Hathaway - Parte VIII






Oi, oi gente!

Acharam que o projeto tinha parado? Não! Sigo firme e forte! Então valorizem o conteúdo, porque dá trabalho. Mas posso confessar? Estou amando, pois estou vendo filmes que nunca veria se não fosse nessa situação.

Então bora lá, aos filmes indicados da maravilhosa Anne Hathaway:

E depois de muito relutar, vi Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Tinha visto o primeiro há muitos anos, mas nunca curti muito o personagem. E decidi ver esse. E adorei. Me surpreendi, e agora terei que ver o segundo para entender um pouco mais. Bale e Anne são ótimos juntos e mesmo ela sendo mais coadjuvante, a atuação da gata (literalmente) não deixou nada a desejar. Nota para o filme 4/5.




O segundo filme de hoje é outro que eu não veria de livre e espontânea vontade, que foi Interestelar. Foi o tipo de surpresa boa do projeto. Confesso que esses filmes de astronautas e tal não são meu forte. Mas gostei muito. Se entendi como deveria? Não sei! hahaha Mas valeu a pena cada segundo e curtir o final do filme e ficar surpreendida. Nota 4,5/5.







E o último do dia, para um alívio cômico, assisti As Trapaceiras. Eu gostei muito. Gosto de filmes dessa pegada, com ação e comédia misturada. Rebel e Anne realmente formam uma dupla imbatível, mesmo uma querendo lascar a outra algumas vezes. É um ótimo filme para relaxar e curtir no final de semana. Nota 4,5/5.






É isso, eu gostei muito dessa leva que assisti. Foi bem legal ver filmes renomados como Interestelar. E é legal ver que o projeto vem fluindo bem. E como pessoa de humanas, eu fiz uma planilha, toda colorida e condicionada para ir me mostrando os dados que preciso. Já temos 490 dias que o projeto começou, e que vamos ver com quantos dias vai terminar. 

Me contem, curtem algum desses filmes? Tem algum filme dela que você ama e eu ainda não falei aqui?




quinta-feira, 5 de maio de 2022

Meus livros favoritos do John Green





Oi, oi gente!!

Quem me conhece sabe que eu amo os livros do John Green. Já fiz até um rells pro Insta, sobre os meus três favoritos. E resolvi falar mais sobre eles e o porquê são os meus favoritos.



1°: Quem é você Alasca?

Esse foi o primeiro romance lançado pelo autor, em 2005. Porém, não foi o primeiro que eu li. Eu ganhei do Fê uma versão de colecionador que sou simplesmente apaixonada. 

A história me pegou no momento da reviravolta, na segunda parte do livro. É um romance carregadissimo de drama, maturidade e de momentos que você se pegará sem ar. 

O livro já foi adaptado em formato de série e está disponível na HBOMax.




2° A Culpa é das estrelas.

Foi através desse livro que eu comecei a ter contato com o autor. Foi lançado em 2012, e uma amiga me emprestou o exemplar. Eu li e me apaixonei. E fique louca quando vi que lançaria no cinema. Fui assistir e sai de lá com a cara inchada de tanto chorar.

Nessa história temos Hazel, uma jovem que convive com um câncer e num grupo de apoio conhece Augustus, um jovem em recuperação, que a instiga muito e faz com que Hazel veja que ela também tem o direito de viver uma história de amor. 

O livro foi adaptado em formato de filme e está disponível no Disney+



3° Cidades de Papel

Foi o terceiro livro escrito pelo autor, e acho que foi o terceiro que eu li também. Foi publicado em 2008, porém só chegou ao Brasil em 2013.

O livro conta a história do adolescente Quentin, que tem um amor avassalador por sua vizinha Margot. Ela é cheia dos mistérios e uma noite invade o quarto do garoto dizendo que sumirá do mapa, que está cansada da vida igual a de todo mundo. Quentin então se vê sem rumo e convoca seus dois amigos a irem em busca da garota. 

Eu gosto desse livro porque ele é empolgante, embora um tanto mirabolante. Porém, o filme já não é tão atrativo assim para mim. Foi uma das adaptações que eu não curti tanto. Talvez precise ver novamente.

O filme está disponível no Star+.

Eu gosto mundo da forma como John escreve e como em cada livro ele aborda temas sérios de formas um tanto leves e de forma que você entende e consegue sentir o que ele quer transmitir. Faz tempo que não leio nada dele, acho que o último que li foi Deixe a Neve cair. 

Seguem livros publicados por ele que eu já li e recomendo:


  • Quem é você Alasca?
  • O Teorema Katherine
  • Deixe a neve cair
  • Cidade de Papel
  • Will & Will
  • A Culpa é das estrelas
  • Tartarugas até lá embaixo
E você, tem algum autor favorito? Já leu algum desses livros?

quarta-feira, 4 de maio de 2022

4th may be with you...





Oi, oi gente!

Tan,tan,taratantan,tan,tarantantan,tan,tarantan... Se você leu com a melodia na cabeça, você já sabe do que vou falar hoje aqui. Sim! Hoje é 4 de Maio, dia do Star Wars.


Esse dia é comemorado pois os fãs perceberam que a fonética do dia (em inglês) é semelhante a uma das frases mais famosas do filme 'May the Force be with you'. E desde então, em todo o mundo, os fãs da saga comemoram essa data.



Eu já falei sobre meu amor pela saga aqui inúmeras vezes. E não vou deixar de levar a palavra do Mestre Yoda pra frente. Me aguentem! hahaha A saga tem muito a ensinar pra gente, muita coisa que podemos levar pra vida.



Mestre Yoda nos ensina que quando queremos algo temos que correr atrás. Vamos sofrer, cair, lutar muito, mas cedo ou tarde o objetivo será alcançado. Não será facil, mas não podemos desistir. 



Leia me mostra a força de uma mulher em uma galáxia onde elas também não são valorizadas. As pessoas não conhecem o tamanho da sua força, não fazem idéia de quanta coisa ela carrega no coração e o quanto ela tem que ser forte diante de todas as perdas que ela enfrenta na vida. 


Luke mostra que está tudo bem se frustar e se revoltar. Quando você carrega um fardo por muitos anos, isso te cansa. Mas é sempre bom saber que você pode recomeçar, olhar pra trás, e aprender com seus erros (e nunca, jamais, jogar um sabre de luz!)


Darth Vader vem nos ensinar que o odio, e a raiva podem dominar você. E que mais cedo ou mais tarde, a sua redenção pode vir.


Han Solo me ensinou que você não tem que se preocupar em quantas vezes as coisas podem dar errado. E sim, focar para fazer dar certo! 


Ensinamentos infinitos essa Saga tem a nos dar. Desde redenção, reconciliação, crescimento pessoal. A união por um bem maior, e tudo o mais que as galáxias podem trazer.

Enfim, fazendo esse texto veio a vontade de maratonar todos os filmes. Coisa que ainda não fiz desde que os novos lançaram. Quem sabe? Meta pro Ano?

4th May Be With You!


sexta-feira, 29 de abril de 2022

Dia 29 de Abril: Dia Internacional da Dança




Oi, oi gente!

E as datas comemorativas voltaram! E eu não poderia deixar essa data passar batida! Hoje, é comemorado mundialmente o dia da Dança, a manifestação mais animada e uma das mais antigas que existem.

Essa data foi criada em 1982, pela Unesco, por ser o dia de nascimento do famoso bailarino Jean George Noverre.

Eu sou apaixonada por dança. Desde criança. Sempre amei apresentações, festas de familia, festinhas com os amigos para me acabar de dançar. É uma paixão que carrego comigo e que hoje, devido a muitos fatores, está meio escondida. 

E para comemorar o dia de hoje, trouxe algumas dicas dos meus filmes favoritos com dança, para dar ainda mais molejo ao dia de hoje:

  • Saga Step Up: É a minha favorita da vida. Já perdi as contas de quantas vezes vi. A ponto de decorar as coreografias:
Step Up 1: Netflix
Step Up 2: Não encontrei em nenhum streaming
Step Up 3: Star +


  • Dançarina Imperfeita - Netflix
  • Footlose (2011) - Globoplay (Ainda não vi o antigo)
  • A Bailarina - AplleTv

  • Dirty Dancing - Star+
  • As Apimentadas - Tudo ou Nada - Globoplay
  • Vem Dançar - HBOMax
  • La La Land - AmazonPrime
  • No Balanço do Amor - AmazonPrime
  • HairSpray - HboMax

  • Grease - AmazonPrime
  • Shall We Dance (1996) - Um filme coreano, que eu vi muito!!! Mas não achei em nenhum streaming ainda.

E ai, já viu algum dessa lista? Faltou algum que você lembre? 

quinta-feira, 28 de abril de 2022

A gente até tenta mudar....

Oi, oi gente!

De tempos em tempos eu acabo trazendo algumas histórias que aconteceram comigo junto com uma reflexão. Meses atrás, assim que entrei de férias, decidi que uma parte do dinheiro que recebi compraria algumas roupas que estava precisando.

E eu percebi de uns tempos para cá o quanto eu sou refém de Jeans. 90% das minhas peças de baixo são desse material, e eu queria, e ainda quero mudar isso. E eu fui a uma loja, dessas super conhecidas, e achei uma calça que simpatizei. Fui super com a carinha dela, o preço era ok, e ela ficou boa. Um tecido mais molinho, porém ainda formal. Seria ótima pros dias mais quentes. 

Voltando ao trabalho, na primeira semana já decidi que usaria a peça. Coloquei, tirei minha foto no espelho e fui, toda feliz. O que eu não esperava era chegar no serviço e assim que sentasse na cadeira a costura da calça abrisse na parte da coxa. Fiquei em choque! O buraco era enorme, não dava pra disfarçar. Chamei minha amiga do lado, e começamos a rir. Mas corremos pro banheiro, porque ela tinha uma saída: alfinetes de segurança, daqueles de fraldas de bebe. 

Para minha sorte, uma outra colega estava no banheiro e viu a situação e disse: Olha, eu tenho linha e agulha, perai que vou buscar! Gente! Eu jamais imaginaria que alguém ali teria linha e agulha. Eu já estava pensando em tacar um monte de grampos de tão desesperada. A Carol me ajudou na costura (Valeu Ca!), e consegui esconder o estrago. Porém naquelas, trabalhei mais contida. No final do dia, o outro lado da calça também tinha aberto, mas deu para aguentar até chegar em casa. 

Ai pensei comigo: caramba! É um sinal para não fugir do jeans, não é possível. Porque uns dias antes uma legging e outra calça molinha minhas tinha rasgado também. Fiquei com aquilo na cabeça. O bom é que a loja trocou a calça, e eu peguei outra: não jeans, mas com um pano mais forte.

Depois de uns dias, conversando com a Daia, ela me contou que estava tentando também apostar em peças diferentes, para mudar um pouco seu estilo, e sair do básico de sempre. Só que era dificil, afinal a gente encana com muita coisa quando o assunto é roupa. 

E eu te pergunto: quais os seus tabus na hora de se vestir, de se maquiar, de usar o que gosta? Você consegue ser daquele que só veste e vai, ou pensa, pensa, pensa e não consegue se livrar do seu combo de segurança?

Eu estou tentando. A pequenos passos mais estou. Salvo referências, vou fuçando aqui e ali. Quem sabe um dia eu compre outra calça molinha. Mas certamente, antes de usá-la vou colocar um kit de costura na bolsa, porque vai que, não é?





quarta-feira, 27 de abril de 2022

Seriando-se: Emily In Paris (2ª temporada - Netflix)



Oi, oi gente!

Uma das coisas que mais gostei nos últimos anos foi a série Emily In Paris. Sabe aquela série com romance, drama, comédia, tudo na medida certa?


Porém quando lançou a segunda temporada eu acabei não acompanhando e passou. Mas eu precisava por em dia. Estava curiosa para ver os rumos da vida de Emily.



Emily ainda se vê envolvida num triângulo amoroso com o casal Gabril, seu vizinho, e sua amiga Camille. Então ela tenta de todas as formas fugir dessa situação embaraçosa. Afinal, ela também não prevê muito tempo ainda na cidade parisiense. Afinal, o combinado é apenas um ano.


Porém alguns clientes começam a exigir que ela seja mais francesa e menos americana. E o francês da gata ainda não é de milhoes. Então ela volta novamente para as aulas, de maneira mais intensiva, disposta a dar o seu melhor. O que ela não esperava era que, durante as aulas, ela fizesse dupla com o irônico Alfie.


Só que conversa vai, conversa vem e os dois começam a perceber que a química entre eles é intensa, e acabam se rendendo a um relacionamento. Mesmo que novamente a tecla do provisório ainda bata na cabeça da garota.


Com relação ao trabalho, Emily acaba passando por situações embaraçosas como o acidente com um cliente, a rivalidade entre dois estilistas e a picuinhas dentro do próprio escritório. E para a surpresa de todos, a chefe americana de Emily, Madeline, gravidissíma, aparece em Paris para por o escritório da Savoir em ordem.

O final ficou bem aberto, novamente com Emily tendo dois possíveis caminhos a seguir. Os últimos momentos do episódio final são de prender o folêgo, e você torce a todo momento pelo melhor da nossa protagonista favorita!

Classificação Seriática: ♥♥♥♥

A 3ª temporada foi confirmada, porém ainda sem data prevista!

terça-feira, 26 de abril de 2022

Andei Vendo: Trilogia Matrix (HBO Max)



Oi, oi gente!

E como falar de um filme que eu torcia o nariz e adorei! Sim, senhoras e senhores, sou dessas que julga os filmes como ruins só por ter tentado ver uma vez e dormido. Isso não foi nem uma nem duas vezes viu.


Como o 4º filme da Saga sairia no final do ano, fiz um intensivão e vi os três filmes em três dias. Bonitinha, prestando atenção, mexendo o mínimo possível no celular, e sem dormir, é claro!


E me surpreendi! Positivamente. Só pincelando sobre o filme, já que é de conhecimento, acredito eu, da maioria da população, a trilogia conta a história de Neo, um jovem hacker que é chamado para uma revolução, através do misterioso Morpheus, onde ele decide se descobre a verdade ou se continua vivendo na ilusão.


Não vou resenhar o filme, mas sim contar como foi a minha experiência. Quando os filmes lançaram eu tinha uns 9, 10 anos. E não me interessei. Achei o filme chato, de adulto, não era pra mim. Depois, adolescente tentei ver de novo, mas me dava agonia ver a parte que os bichos entram no Neo, e eu acabava dormindo sempre na mesma parte. Quando conheci o Fe tentei ver, porque é um dos filmes preferidos dele, mas dormi de novo. Algo estava errado ai!


Mas dessa vez, que fui com uma meta na cabeça eu me impressionei. O quanto um filme de 1999 foi muito a frente da sua época, falando de assuntos não muito abordados, cheio de referências e tudo o mais. Fiquei imaginando os jovens da época assistindo e as cabeças explodindo a cada cena. Queria ter sido jovem pra ter sentido esse frisson todo.


Ver um filme com efeitos especiais que ainda hoje são citados em textos sobre marcos no cinema, ver o Keanu ainda novinho mas já entregando muito, e ver como a trama se desenrola de uma maneira fluída ao longo dos três filmes é fascinante. Entendo quem diz que é o filme favorito da vida, que mudou sua visão de mundo e tudo o mais. Não fiquei tão fã assim, mas hoje já compreendo vocês e não torço o nariz. Juro!


E se você assim como eu, não viu nada desses filmes, mas tem vontade de dar uma chance, os mesmos estão disponíveis no HBO Max... Dê uma chance para Neo, Trinity e Morpheus. 

segunda-feira, 25 de abril de 2022

Viagens Literárias: Anne de Ingleside, L. M. Montgomery




Oi, oi gente!!

Ah que saudades que eu estava de vir aqui! Me faz uma falta imensa. Me programando melhor para voltar a ser presente nesse cantinho que tanto amo. E como um dos assuntos que mais gosto de falar aqui, vamos falar de livros!!


Esse é o 6º livro do box que ganhei em 2020 e sim, ainda não conclui! Mas estamos na luta. É o último livro onde Anne é a protagonista. Nossa heroína está passando por uma fase um tanto agitada na vida: com seus cinco filhos vivendo o melhor da infância, e tendo mais um a caminho, eis que a visita inesperada de uma tia de Gilbert, faz com que a casa de Ingleside passe por grandes aventuras.


Anne se vê atarefada com tantas coisas a se fazer, mesmo tendo Susan ao seu lado, como mais que uma criada e sim uma amiga. Porém, o marido vive fora de casa, cuidando de todos da região e saindo a cada chamado médico. Ela pensa que seu casamento esfriou e começa a duvidar do marido, principalmente quando recebe um convite de uma ex dele da juventude.

Porém, a Anne que tanto amamos decide não desistir do amor que sempre nutriu pelo seu amado desde a infância em Green Gables, e está disposta a reacender a chama da paixão novamente!


Foi gostoso aproveitar cada momento da vida dela ao longo dos livros. Ver que ela amadurece sem nunca perder a essência ou esquecer de onde veio e como chegou até ali. Ela finaliza o livro com um pouco mais de 40 anos, e parece que vivemos cada ano com ela. Valeu muito a pena. Os dois proximos livros são histórias focadas nos filhos de Anne... ansiosa para ler!

Algumas Frases:

'Duas pessoas que se entendem tão bem podiam sentir o pensamento uma da outra!'

'Não precisamos ser econômicos na nossa imaginação, graças a Deus!'

'A vida é mais do que quimica orgânica bem equilibrada!'

'Bem...crianças e tolos sempre dizem a verdade!'


Classificação Literária: 💖💖💖💖

E ai, o que você tem lido ultimamente? Quero dicas!